fbpx

Advocacia especializada em questões envolvendo filhos

Nossa equipe é especialista em RESOLVER questões com filhos.

Quando você está separado de seus filhos, e quer ter certeza de que eles estão protegidos, é essencial que você trabalhe com um escritório de advocacia que tenha experiência na área.

Temos experiência de longo prazo com todas as situações mais comuns:

  • Definição de Guarda
  • Definição de Pensão Alimentícia
  • Definição de Residência
  • Definição de Convivência/Visitas
  • Cobrança/Execução de Alimentos Atrasados
  • Revisão de Alimentos
  • Exoneração de Alimentos
  • Permissões para Viagem
  • Investigação e Reconhecimento de Paternidade
  • Paternidade Socioafetiva
  • Multiparentalidade

Podemos ajudá-lo a obter o melhor resultado para garantir o futuro de seu filho!

Atuamos também em casos especiais, envolvendo além da Vara da Família, a Vara da Infância e Juventude, bem como casos Criminais.

Nossa equipe está pronta para lhe auxiliar, temos mais de 10 anos de experiência!

Faça Contato!

Ou Ligue!


Nossas Avaliações no Google

Cardoso C.
Cardoso C.
2022-10-04
Excelente profissional! Adota postura ética e busca a melhor estratégia com base na sua experiência profissional para obtenção do resultado favorável ao cliente. E está sempre a disposição pra tirar qualquer dúvida. 5 estrelas ainda é pouco.
Diego Canhada
Diego Canhada
2022-09-17
Um excelente profissional, ele explica as coisas com claridade e fácil vocabulário tornando mais fácil de entender, muito bom galera!!
Adriana Albuquerque
Adriana Albuquerque
2022-09-15
Advogado atencioso e solícito. Pronto para tirar todas as suas dúvidas.
Filipe Ferreira
Filipe Ferreira
2022-07-05
Excelente profissionais ,cumprem tudo o que eles dizem, só tenho a agradecer a eles , certamente uma excelente indicação como advogados competentes.
Ingrid Micaela
Ingrid Micaela
2022-07-05
Profissionais impecáveis, conduta bastante experiente, dedicada e eficiente! Além de ótimo atendimento e disponibilidade! Só tenho a agradecer!
Juliana pereira Ribeiro
Juliana pereira Ribeiro
2022-04-04
Excelente profissional, faz tudo com muita dedicação, cumpre com o que promete! Satisfeita com seu trabalho recomendo super
Celso Faustini
Celso Faustini
2022-04-04
Excelente profissional, recomendo
Júlia Letícia Ribeiro
Júlia Letícia Ribeiro
2022-04-04
Ótimo profissional, Profissional competentissimo, extremamente eficiente, otimo atendimento e o pos atendimento, muito atencioso com o cliente e comprometido com o trabalho, entrega aquilo que promete com exclencia, Recomendo , fez e faz muito por mim e minha família, satisfeita com seus trabalhos e resultados ♥️♥️♥️♥️♥️
Camila Nogueira Pires
Camila Nogueira Pires
2021-05-21
Excelente profissional, atencioso, responsável e comprometido com seus clientes.
Max Motors
Max Motors
2021-05-12
Profissional competentissimo, extremamente humano, e eficiente, otimo atendimento e o pos atendimento, muito atenssioso com o cliente e comprometido com o trabalho, entrega aquilo que promete com exclencia, Recomendo


Dúvidas comuns nas questões que envolvem os filhos:

É sempre o pai quem tem que pagar a pensão?

Não, quem paga a pensão é o genitor que fica distante da criança, pode ser o pai ou a mãe. Por exemplo, se a residência da criança está definida na casa do pai, quem pagará a pensão será a mãe.

Qual o valor de uma pensão alimentícia?

Em geral, será feito um cálculo entre a necessidade do alimentado e a possibilidade financeira de quem pagará a pensão. Entretanto, é muito comum vermos os juízes determinando o pagamento num patamar mínimo de 30% dos rendimentos quando a pessoa está empregada, e 30% do salário mínimo nacional, quando desempregado. Mas é plenamente possível determinar outros valores.

O que acontece com o pai que não paga pensão?

De forma simplificada, quando um pai não paga ou atrasa a pensão determinada pelo juiz, é possível que seja feita uma “cobrança” judicial, que pode, em caso do não pagamento, implicar em algumas penalidades:
1 – Prisão – a partir do primeiro dia de atraso.
2 – Pode ter salário e bens bloqueados ou penhorados.
3 – O nome pode ser incluído nos sistemas de proteção ao crédito.

O que é a Guarda Compartilhada?

A guarda compartilhada, hoje, é a regra no direito brasileiro. Significa que ambos os genitores tem responsabilidades sobre a criança, no sentido de responder legalmente pela criança e decidir sobre vários quesitos como educação, saúde e etc. Importante não confundir com a questão da definição de residência do menor, que no Brasil costuma ser fixada com somente um dos genitores.

Na guarda compartilhada, o filho mora 15 dias com cada um dos pais?

Não, isso não acontece pois a definição de guarda não tem ligação com o local de residencia do menor. Em geral, no Brasil, a residencia fica fixada somente com um dos genitores, e o genitor que fica distante, tem direitos de visitação e convivência com os filhos.

Alienação Parental é Crime?

Não exatamente. No Brasil temos legislação específica sobre alienação parental, mas não trata do assunto como um crime. Entretanto, se estiver de fato ocorrendo algum tipo de alienação, o genitor que estiver promovendo essa alienação pode ser punido, desde multas, até a suspensão do poder parental, podendo perder a guarda da criança/adolescente.

Posso responsabilizar os avós a pagar pensão para os netos?

Quando os pais (pai ou mãe) não conseguem arcar com a pensão para seus filhos, é possível responsabilizar judicialmente os avós, de forma que eles fiquem obrigados ao pagamento desta pensão.

Abrir o WhatsApp
1
Precisa de Ajuda? Fale com o Advogado!
Olá!
Como podemos lhe ajudar?